NOTÍCIAS

11.08.2015:

Sartori pede que Fazenda estude quitar, de imediato, salários do funcionalismo

Secretaria responde na manhã desta terça se entrada de verba é suficiente. Outra possibilidade é antecipar a segunda parcela, de R$ 1 mil

Em reunião no fim da tarde desta segunda-feira, no Palácio Piratini, o governador José Ivo Sartori determinou que a Secretaria da Fazenda estude a quitação imediata da folha salarial de julho do funcionalismo público. A ordem foi dada diante das últimas informações recebidas pelo governador sobre o ingresso da receita de ICMS. Mesmo que haja pendências financeiras em aberto, Sartori decidiu que, primeiro, seja feito o pagamento do salário dos servidores. O Palácio Piratini confirmou que o governador vai se pronunciar, amanhã, às 8h30min, sobre a situação da folha de pagamento.

O secretário da Fazenda, Giovani Feltes, informou que, na manhã desta terça, responde sobre a possibilidade de cumprir a determinação do governador ou, pelo menos, antecipar a segunda parcela, de R$ 1 mil, até o fim do dia. A previsão era pagar esse valor só na quinta (13), integralizando os vencimentos para 71% dos incluídos na folha. No dia 31 de julho, só 52% receberam os salários em dia, por receberem menos de R$ 2.150. Já a terceira e última parcela, para quem recebe mais de R$ 3.150, havia sido agendada para o dia 25.

Diferente do que temia o Palácio Piratini, o governo federal não retaliou o Rio Grande do Sul devido ao não pagamento da parcela de julho da dívida do Estado com a União, no valor de R$ 280 milhões. Hoje, foram depositados cerca de R$ 70 milhões referentes a repasses federais provenientes do Fundo de Participação dos Estados e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Mais duas parcelas de repasses da União estão previstas para os dias 20 e 30. O estado ainda soma a arrecadação do ICMS sobre o comércio para revigorar os cofres públicos, a fim de priorizar as pendências com a folha de pagamento.

Fonte: Rádio Guaíba

COMENTAR NOTÍCIA

OUTRAS NOTÍCIAS

VOLTAR IR AO TOPO