NOTÍCIAS

12.08.2015:

Juiz responsável pelo caso Bernardo tem transferência autorizada pelo TJ

Juiz tinha prazo até esta quarta para decidir se réus iriam a júri popular.

Após decisão do tribunal, ele atuará na Comarca de Nonoai, no Norte do RS.

Em uma semana decisiva para os rumos do caso do assassinato do menino Bernardo Boldrini, de 11 anos, o processo terá uma importante mudança. Segundo nota divulgada pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS), o juiz Marcos Luís Agostini, responsável pelo caso em Três Passos, no Norte do Rio Grande do Sul, teve aprovada nesta terça-feira (11) a transferência para a comarca de Nonoai, no Norte do estado.

Agostini tinha até esta quarta-feira (12) para definir se os réus iriam a júri popular. O prazo foi estipulado após a defesa de Edelvânia Wirganovicz, amiga da madrasta da criança assassinada em abril do ano passado, apresentar as alegações finais do processo.

O corpo de Bernardo foi encontrado enterrado em um matagal na área rural de Frederico Westphalen, a cerca de 80 quilômetros de Três Passos, no Noroeste do estado, onde ele residia com a família. Além de Edelvânia, são réus o irmão dela, Evandro Wirganovicz; o pai de Bernardo, Leandro Boldrini, e a madrasta, Graciele Ugulini.

Agostini foi um dos 33 juízes que tiveram a transferência autorizada pelo Conselho da Magistratura do TJ. O magistrado cumpriu dois requisitos para obter a mudança de comarca: ter mais de dois anos na entrância da comarca e mais de um ano na unidade da qual atualmente é titular.

Fonte: G1

COMENTAR NOTÍCIA

OUTRAS NOTÍCIAS

VOLTAR IR AO TOPO