NOTÍCIAS

04.11.2019:

A Câmara dos horizontinenses

Por Henrique da Silva – Colunista do Novo Horizonte

Depois de muito tempo, mesmo com algumas diferenças de pensamentos, a paz reina no segundo piso do espaço municipal de Horizontina. Isso mesmo: a Câmara de Vereadores vem há praticamente três anos sem muitas turbulências, o que para a comunidade, soa bem e vem de encontro de toda a sociedade. Mesmo contando com o presidente contrário a administração nos dois primeiros anos, a sensatez de pensamento dos presidentes deu a tranquilidade ao prefeito de governar, aprovando praticamente todos os projetos pela casa legislativa.

A forma adotada de trabalho engrandece o parlamento e também valoriza a comunidade, afinal, deixou-se aquela velha prática de criar obstáculos quando o assunto era de interesse da comunidade. Com isso, se nada de novo acontecer no próximo ano, deveremos fechar um dos melhores mandatos legislativos, prestando um trabalho relevante à sociedade, que sempre espera um pouco mais dos seus vereadores.

Esta forma de se portar diante dos projetos pode garantir a permanência de um grande número de vereadores na próxima eleição, um cenário contrário do que aconteceu no último pleito, onde tivemos a maior renovação da Câmara. Dois motivos são importantes para a análise: primeiro, o trabalho com coerência feito pelos atuais vereadores; segundo, pelo que se apresenta aí a nova lei eleitoral, que muito dificilmente abrirá portas para novos concorrentes. Neste momento, o que está em jogo na Câmara serão, no máximo, duas ou três cadeiras, as demais permanecendo com os atuais vereadores.

É muito cedo afirmar quais vereadores poderão cair, mas de todos os que assentam a Câmara neste momento, o que permanecerá com tranquilidade é o vereador Lucas Stoll. Centrado e coerente em suas decisões, certamente não terá dificuldade de emplacar um segundo mandato. Também conta a favor de si ser um dos melhores nomes do quadro do partido a pleitear uma corrida a majoritária, talvez ainda não seja o seu momento, mas conta com a simpatia de muitos horizontinenses.

Vem aí o final do ano e, com ele, a eleição para presidente da Câmara de Vereadores, que deverá mesmo recair ao vereador Alessandro dos Santos, conforme acordo firmado anteriormente. Ademais, o que podemos esperar é que todas as decisões sejam voltadas para o bem estar da comunidade, sem sobressaltos e com a paz que reina na casa ate o momento.

A gente se pecha por aí.

 

COMENTAR NOTÍCIA

OUTRAS NOTÍCIAS

VOLTAR IR AO TOPO